• Aderbal Machado

PORTO DE ITAJAÍ: A luta pela manutenção da autoridade portuária municipal, contra a desestatização


A Superintendência do Porto de Itajaí realizou nesta terça-feira (20) uma reunião de trabalho sobre a manutenção da autoridade portuária municipal. Participaram do evento no auditório da superintendência, o senador Jorginho Mello, o prefeito Volnei Morastoni, o superintendente do Porto de Itajaí, Fabio da Veiga, e demais lideranças. O objetivo do encontro é buscar apoio junto ao Governo Federal para que a gestão municipal do porto permaneça.

Com a proximidade do término do convênio de delegação do Porto de Itajaí ao Município, as discussões sobre o futuro do porto e da autoridade portuária estão intensificadas. Para manter a gestão municipal, o Porto de Itajaí elaborou o plano de ação “Itajaí – A Cidade do Porto 2048”. O projeto tem como objetivo principal garantir o primeiro termo do aditivo ao convênio de delegação atual por mais 25 anos, para que a municipalização vigore até 2048. O convênio atual estará vigente até 1º de janeiro de 2023.

“O Porto de Itajaí tem demonstrado para o Brasil e para o mundo que todo o investimento que se faz prol deste porto apresenta excelente desempenho. É abraçado pela cidade, pelos trabalhadores, empresários e pela população. Grande parte deste sucesso se deve a gestão municipal. Vale ressaltar que toda atividade operacional já é privada e manter a autoridade portuária pública municipal não prejudica em nada a privatização”, afirmou o prefeito Volnei Morastoni.

Em 2020, o Governo Federal incluiu os estudos para desestatização do Porto Organizado de Itajaí entre os projetos prioritários do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI). O processo está sendo conduzido pelo Ministério da Infraestrutura através da Empresa de Planejamento e Logística (EPL) e a previsão é que o leilão aconteça em meados de 2022.

“Não tenho dúvidas de que o pleito da municipalidade e das autoridades portuárias que dedicam sua vida a este porto há muitos anos assiste razão, pois tem uma construção e um legado que não pode ser abandonado de uma hora para outra. A importância do porto para a cidade é fundamental. Vou continuar sendo parceiro para manter a autoridade portuária municipal, pois o que funciona bem há tantos anos tem que ser preservado”, ressaltou o senador Jorginho Mello no encontro.


(Fotos: Marcos Porto)

LogomarcaMin2cm.jpg