Na decantada indústria da multa já fomos bem piores no relativo e no absoluto noutra época

Comparem-se números e dados reais, insofismáveis, indiscutíveis e se terá uma realidade muito diferente da decantada por tantos, até com insistência, na tentativa de transformar verdades em mentiras ou mentiras em verdades.


Falemos de multas de trânsito em Balneário Camboriú. Os dados do Detran, portanto oficialíssimos, nos colocam coisas claras.


Vejamos, a partir do volume e tipo de multas de trânsito em Balneário Camboriú, as principais causas ao menos, que tipo de argumento se pode usar. Vamos lá:

Ano de 2015

186.254 (multas no total)

102.061 (por excesso de velocidade até 20% da máxima permitida)

015.128 (por excesso de velocidade de 20% a 50% da máxima permitida)

020.586 (por avançar sinal vermelho)


Ano de 2016

180.631 (total)

098.227 (até 20%)

014.984 (de 20 a 50%)

16.532 (avanço de sinal)


Ano de 2017

192.027 (total)

102.413 (até 20%)

016.326 (de 20 a 50%)

018.060 (avanço de sinal)


Ano de 2018

141.370 (total)

074.654 (até 20%)

011.539 (de 20 a 50%)

015.496 (avanço de sinal)


Ano de 2019

60.574 (total)

11.865 (até 20%)

01.818 (de 20 a 50%)

11.118 (avanço de sinal)


Ano de 2020

122.989 (total)

067.600 (até 20%)

004.275 (de 20 a 50%)

026.334 (avanço de sinal)


Para efeito de comparação entre as gestões administrativas da cidade, que é o propósito das tantas críticas ouvidas sem descanso, e como o Detran só registra os dois últimos anos da anterior, comparecemos os mesmos períodos: os dois últimos anos de lá e os dois últimos anos da atual administração da cidade – período, aliás, em que foram instalados os controladores de velocidade e radares, decantados como instrumentos de uma “indústria da multa”.


Em 2015 e 2016 foram 366.885 multas. Em 2019 e 2020 foram 183.563 multas. Ou seja: saindo dos 14 radares antes existentes para os 46 de agora (14 + 32), as multas somaram bem menos, como se vê.


Mais ainda, na classificação estadual de Balneário Camboriú, dentre os campeões de multa, segundo o Detran:


2015 – 2ª colocada

2016 – 3ª

2017 – 2ª

2018 – 4ª

2019 – 8ª

2020 – 4ª.


Raciocinar sob dados lógicos é bom.

LogomarcaMin2cm.jpg