Municípios da Amfri projetam mais 35 leitos de retaguarda e 15 novos de UTI Covid-19 na região


Reunião de trabalho promovida pelo prefeito Fabrício Oliveira em seu gabinete na manhã desta terça-feira (02), e conduzida junto pelo presidente da Amfri, Emerson Stein, reuniu prefeitos de cidades da região que tem hospitais. Participou da reunião o Secretário de Estado da Casa Civil, Eron Giordani. Na pauta, a criação de novos leitos clínicos e de UTI para a região.


Além dos já citados, a reunião contou ainda com a presença dos prefeitos de Penha, Aquiles da Costa; de Luiz Alves, Marcos Veber; o vice-prefeito de Itapema, João Luiz Emel; secretários de saúde dos municípios e diretores de hospitais.


“Foi uma reunião em que conseguimos planejar, com os prefeitos e com o Secretário Eron, a criação de 35 novos leitos de retaguarda e 15 de UTI. Os novos leitos de UTI serão 05 no Centro Municipal de Tratamento de Covid aqui de Balneário Camboriú, e 10 no Hospital Marieta. Os novos leitos de retaguarda serão 20 em Luiz Alves, 10 em Camboriú e 5 no hospital da Penha”, explicou Fabrício Oliveira.


“Devido à urgência e necessidade da região, a reunião foi importante porque poderá transpor alguns obstáculos que dificultaram aos outros municípios a criação de seus leitos, como a necessidade de equipe médica e credenciamento dos leitos de UTI e retaguarda. Agora esses novos leitos podem ser pagos pelo valor real, não pelo valor do SUS, que complicava, por exemplo, a contratação de médicos. Diante da carência de equipes médicas por aqui, provavelmente teremos que buscar em outros lugares do Estado”, completou Fabrício.


O passo seguinte, em andamento, é o levantamento dos equipamentos, insumos e contratação de pessoal necessários para que os novos leitos a fim que o Governo do Estado repasse os recursos para as contratações e o custeio.

LogomarcaMin2cm.jpg