Mortes nas rodovias federais: menos acidentes com maior letalidade proporcional


Nas rodovias federais brasileiras em 2020, foram 63.447 acidentes – queda de 5,9% em relação a 2019 (67.427). O número de mortes no ano passado, por sua vez, foi de 5.287, uma redução de 0,8% na comparação com 2019 (5.332), indicando que, embora tenha havido menos acidentes, eles foram mais letais.

Esses dados constam do Painel CNT de Consultas Dinâmicas de Acidentes Rodoviários, que foi atualizado, nessa quinta-feira (28), com os números de 2020. Os dados são da Polícia Rodoviária Federal. No painel, é possível realizar pesquisas interativas sobre números gerais e, também, filtrar e cruzar informações com as ocorrências entre 2007 e 2020.


A rodovia com o maior número de acidentes, ao longo do ano passado, foi a BR-101, onde foram contabilizadas 8.715 ocorrências. Em relação ao número de mortes, a BR-116 pode ser considerada a rodovia que mais mata. Somente em 2020, foram 690 vidas perdidas nessa via. O custo estimado de todos os acidentes em rodovias federais foi de R$ 10,22 bilhões.


O presidente da CNT, Vander Costa, comenta que os índices de acidentes, especialmente os com vítimas fatais, revelam a necessidade de investimentos efetivos em infraestrutura rodoviária, na formação dos condutores e na ampliação de campanhas educativas com foco na segurança no trânsito.

Painel CNT de Acidentes Rodoviários


- Brasil registrou 14 mortes nas rodovias federais a cada dia em 2020

- O tipo mais frequente de acidentes com vítimas é a colisão

- 54,8 % das mortes ocorreram aos finais de semana – sexta-feira (14,6%), sábado (17,8) e domingo (22,4%)

- 81,8% dos mortos em acidentes são do sexo masculino

- Foram 81 acidentes com vítimas a cada 100 km de rodovia federal no Brasil em 2020

- BR-116 e BR-101 são as que mais matam no Brasil

- Sudeste e Sul concentram os maiores índices de acidentes com vítimas

- Rodovias do Nordeste são as que mais matam no Brasil

- Minas Gerais é campeã em número de mortes e de acidentes nas rodovias federais

- Distrito Federal registra cinco vezes mais acidentes por 100 km do que a média nacional

- Maranhão, Tocantins, Bahia, Piauí e Alagoas registram os acidentes mais graves

- Rodovias do Paraná concentram mais mortes de ciclistas

- Nordeste é a região com maior número de mortes de motociclistas



Dados de Santa Catarina



LogomarcaMin2cm.jpg