• Aderbal Machado

MDB mantém prévia para escolha de candidato ao governo de SC, apesar de resistência de deputados

O MDB confirmou a prévia partidária com a finalidade de escolher o candidato do partido ao governo de Santa Catarina. Dois nomes confirmados para inscrição: senador Dário Berger e prefeito de Jaraguá do Sul, Antídio Lunelli.

Celso Maldaner, presidente estadual do partido, anunciou inicialmente a possibilidade de inscrever-se, mas abriu mão. E anunciou voto em Antídio.

Encerra neste dia 10 o prazo de inscrição. A prévia acontecerá no dia 19. Os deputados estaduais são contrários e pedem a suspensão da prévia partidária, sem chegar a um ponto conclusivo, mesmo após encontros. Eles defendem apoio à reeleição de Carlos Moisés. Porém condicionam o apoio à filiação do governador ao MDB. E isso Moisés revelou só decidir em março. O cancelamento desejado pelos deputados poderá ser reforçado por igual posição de parlamentares federais. Entretanto, se as inscrições de candidatos for consagrada, fica complicado. Se até a prévia (dia 19) não conseguirem cancelar, será praticamente impossível mudar o resultado.

Dias atrás, o ex-governador Paulo Afonso afirmou sua antipatia pelo nome de Antídio Lunelli. Falei com um líder emedebista histórico de Balneário Camboriú (não estou autorizado a revelar o nome) sobre esta posição de Paulo Afonso e ele disse: "Paulo Afonso não soma mais nada dentro do partido hoje, apesar de ser um membro respeitado. Não se elegeria deputado".

De fato, para quem conhece a história do partido ou pesquisa seu potencial, acha muito esquisito que um partido com tal potencial se condicione ou se submeta à simples cumplicidade ou a ser coadjuvante. Como diria João Matos, outro emedebista histórico: "A quinta roda da carroça".

Outro fato dito pelo emedebista histórico de Balneário Camboriú com quem falamos: "O MDB, atualmente, não tem um nome central, um agregador, enfim um líder, no estilo Luiz Henrique. E isto faz a diferença."

LogomarcaMin2cm.jpg