Já são seis os nomes à prefeitura de Balneário Camboriú: teorias de eleição possível


Já são seis os pré-candidatos a prefeito de Balneário Camboriú - ao menos até aqui: Fabrício Oliveira (Podemos/reeleição), Ney Emilio Clivatti (Novo), Pedro Luiz Navarro Giaquinto (PRTB), Edson Renato Dias (MDB), Leonardo Martins Machado (PP) e Auri Pavoni (PSDB).

Se os votos válidos, descontados nulos, brancos e abstenções ficarem na mesma proporção das últimas eleições, inclusive a de 2016, teremos para contar em torno de 65 mil votos. Teoricamente, 10.800 para cada um.

A partir daí, quem quiser faça o cálculo. Quantos deles têm capacidade de chegar nesta votação e quantos deles têm capacidade de superar este número. Também teoricamente, a se imaginar todos com a mesma chance matemática, quem levar 12 mil leva.

Mas com tantos nomes prevalecerá aquele mais visível, mais presente, mais visado, mais comentado, em qualquer sentido. Haverá os mais privilegiados no volume de votos e quem, na colheita eleitoral, fique muito distante de cinco dígitos. É a lógica de sempre. E, last but not least, o mais articulado e abrangente na campanha.

LogomarcaMin2cm.jpg