FUNDÃO ELEITORAL: a falsa premissa do PT no voto contrário é desnudada e demonstra sua hipocrisia

É interessante ir ao âmago das discussões e da votação da LDO, com inclusão de reajuste imoral do Fundo Partidário. Porque é necessário ter noção do que está por trás. Vê-se jornalistas e políticos de oposição atribuindo ao Centrão e ao governo a indecência do reajuste.

Mas, lendo a notícia oficial – do site da Câmara Federal (AQUI) – vê-se que foi uma encenação.

A emenda incluindo o reajuste do Fundão Eleitoral não pôde ser votada em separado, por decisão da presidência da Casa, sob a alegação de não haver prazo regimental suficiente para isso. Assim, só houve votação global da matéria. Ou seja: ou se aprovava ou se rejeitava a LDO por inteiro. Com ou sem os “jabutis” lá colocados, como o novo valor absurdo do Fundão Eleitoral.

A verdade política e factual está contido em partes da matéria da Câmara – mas quem lê? Fomos lá e extraímos dois trechos, com avaliações de petistas, cujo partido votou contra, fixando uma falsa imagem moralista e buscando dividendo político-eleitoral.


Um trecho:

Outro trecho:

Assim se consolida a imagem falsa dessa oposição canhestra, porém ágil na consumação de uma falsa identidade pública: é a favor ideologicamente, mas vota contra por oportunismo, até por saber que havia uma maioria obrigada a aprovar a lei.

A falsidade dessa gente se amplia estratosfericamente a cada dia. Traduzindo: hipocrisia criminosa.

LogomarcaMin2cm.jpg