Fabrício x Carlos Humberto e suas discrepâncias e semelhanças


Dois nomes, por coincidência dentro de um mesmo espectro, se sobressaem como virtuais postulantes a novos projetos eleitorais em Balneário Camboriú: o prefeito Fabrício Oliveira e o vice-prefeito Carlos Humberto.

Os dois são claramente postulantes à eleição de 2022, de um jeito ou outro. E se pode analisar seus objetivos de maneira a situá-los dentro do espectro do pleito.

Fabrício almeja lançar-se ao governo do Estado e já circula com esse objetivo, conhecendo realidades de outras regiões e mantendo contatos, quem sabe auscultando possibilidades de apoios aqui e ali.

Em segundo mandato de prefeito, Fabrício vive uma lógica fatal: se não interromper este mandato para lançar-se candidato, preferindo concluir sua gestão, ficará, depois, dois anos no limbo, sem caneta, sem cargo e praticamente sem projeção na mídia, exceto se for muito bem estruturado. São apenas duas opções.

Já Carlos Humberto tem outro caminho e se abre, para ele, um leque de opções: pode assumir a prefeitura com a renúncia obrigatória de Fabrício para ser candidato ao governo do Estado ou pode cair fora também e se lançar candidato à Assembléia (como parece preferir - parece). Se for à Assembleia, nada impede sua candidatura a prefeito depois, sem interromper o mandato legislativo ou completar o atual mandato na prefeitura (se for o caso) e concorrer à reeleição. Está em vantagem.

Restam poucas dúvidas da paz reinante entre ambos. É um fato, seja por questão de sobrevivência política, seja por questão meramente pessoal - a mais provável. Sabemos, porém, que no exercício do governo são estilos diferentes. E isso será demonstrado claramente se Carlos Humberto assumir a efetividade da prefeitura.

Carlos Humberto é mais aberto e se expõe sem receios, tem ideias ideológicas e políticas extremamente claras e sua visão administrativa é comprovada. Seus movimentos são de uma desenvoltura impressionante. O prefeito, em verdade, não alimenta as mesmas ideias ideológicas de Carlos Humberto e, verdade se diga, entre os dois há ainda uma diferença de exposição na mídia, quando ao modo de se expor. Nisso, Carlos Humberto está mais avançado, inobstante o fato de Fabrício ter a projeção natural pelo exercício do cargo. No mais, há semelhanças.

LogomarcaMin2cm.jpg