• Aderbal Machado

Emasa fecha acordo com rizicultores de Camboriú para garantir abastecimento de água na temporada


Para garantir o abastecimento de água na temporada em Balneário Camboriú e Camboriú, foi firmado mais uma vez um acordo entre os rizicultores de Camboriú e a Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMASA), com apoio do Sindicato dos Rizicultores, Epagri e dos governos das duas cidades. Com o acordo, mais de 800 hectares de produção de arroz serão usados para reservar água, suprindo a demanda de água que aumenta neste período.


O valor que será pago aos rizicultores pela Emasa, foi calculado com base na média dos últimos anos da chamada “safrinha”, um investimento total de R$1.888.781,54. Esse acordo iniciou em 2019, com as tratativas entre os rizicultores, os prefeitos e a Epagri. “Como esse acordo deu certo no ano passado, agora mais rizicultores participaram e todos serão indenizados pelo uso de suas lavouras para a constituição de um grande reservatório de água bruta, visando atender a demanda excessiva de água potável ocasionada pelo período da temporada”, diz o diretor geral da Emasa, Douglas Costa Beber.


“Pela segunda vez, por meio da Emasa e todos os envolvidos, conseguimos oficializar esse acordo com os rizicultores, o que garante o abastecimento às duas cidades neste período de maior consumo, sem que os agricultores percam com isso. Assim, eles fazem essa reserva e liberam a água estocada quando for necessário”, declarou o prefeito Fabrício Oliveira.


Os contratos foram feitos sob a orientação do Tribunal de Contas do Estado (TCE-SC). As terras usadas para quadra de arroz, servirão como um grande reservatório com cerca de 10 a 15 centímetros de lâmina d´água. Em caso de diminuição do nível, os rizicultores são acionados e liberam a água reservada de volta ao rio, aumentando o volume do Rio Camboriú.

LogomarcaMin2cm.jpg