• Aderbal Machado

Em assalto a residência no Centro de Balneário Camboriú, ladrões roubam 80 mil dólares e 5 mil euros

A Polícia Militar foi acionada para atendimento de ocorrência de roubo, na rua 601, em Balneário Camboriú.



Segundo relato de uma das vítimas (mulher, 58 anos de idade), por volta das 09h00min desta sexta-feira, 20, três homens vestidos com roupas idênticas a de funcionários da Celesc, estando um deles armado, invadiram sua residência, lhe desferiram um golpe na cabeça e indagaram sobre dólares que possuía em casa.


Em seguida, foi levada para o quarto no andar superior, encontrando seu marido (72 anos de idade) já rendido por outro homem.


Ambos foram amarrados e após ameaças e agressões, a mulher vítima informou o local onde estavam os dólares.


Neste instante, seu marido conseguiu fugir, gritando que estavam sendo vítimas de um roubo, momento em que os autores conseguiram empreender fuga em um veículo Renault Logan.


Ao todo, segundo o casal, foram subtraídos aproximadamente U$$ 80,000,00 (oitenta mil dólares) e €5.000,00 (cinco mil euros).


A pergunta inevitável: como os ladrões sabiam da existência do dinheiro na residência? Não será surpresa se, nas apurações que se fará, constatar-se que o crime está ligado a alguém próximo ou que teve ou tem relação com a família. E os ladrões são criminosos experimentados - quem sabe foragidos ou pessoas de ficha policial alentada. No mais, um assalto nesta hora e neste local, com a fuga sem empecilhos, demonstra outra faceta da nossa insegurança. O pós-crime pode ser exitoso, mas precisamos aperfeiçoar o pré-crime, ou a prevenção. A tal e famigerada "sensação de segurança".

LogomarcaMin2cm.jpg