Discutida realização de eventos-testes em Santa Catarina para retorno de congressos e feiras


Representantes dos segmentos de eventos, bares e restaurantes tiveram uma nova reunião com a Santur e Secretaria da Saúde do Estado, discutindo os regramentos para a retomada de atividades. Em análise a realização de eventos-testes no mês de julho, com acompanhamento do Ministério Público e outras instituições, para validação e ajustes nos protocolos sanitários.


Um dos encaminhamentos do encontro foi a inclusão da UFSC no grupo, cabendo-lhe desenvolver metodologia possibilitando avaliar todas as etapas das atividades - antes, durante e depois. Sugerida, também, a adoção do chamado “termo de consentimento livre e esclarecido”, já comum na área médica.


Dentro dessa proposta, elencados quatro eventos a serem realizados para testar os protocolos em elaboração: congresso, evento cultural, feira e jantar. "Tudo isso sempre alinhado com o avanço da vacina, queda de casos e de internações no estado", explica o superintendente de Vigilância em Saúde (SUV-SES) de Santa Catarina, Eduardo Macário.

Analisados, ainda, outros requisitos, como a exigência de teste negativo para Covid-19 ou acesso apenas de pessoas já vacinadas, uso de máscaras específicas e distanciamento.


Participou da reunião a diretora da Vigilância Sanitária, Lucélia Kryckyj. Das entidades, estavam Jane Balbinot, da Associação Brasileira de Empresas de Eventos (Abeoc-SC), Eveline Orth, da Associação Brasileira de Promotores de Eventos (Abrape-SC), Marco Aurélio Floriani, da Federação dos Convention & Visitors Bureau de Santa Catarina, Humberto Freccia Neto, do Floripa Convention/Fortur, Rubens Régis, da União Brasileira de Feiras e Eventos de Negócios (Ubrafe) e Fábio Queiroz, da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-SC).

LogomarcaMin2cm.jpg