• Aderbal Machado

Dezoito anos de prisão para homem que conduziu a vítima por mais de 100 km e a liberou em local ermo

Um homem de 18 anos foi condenado a 11 anos e quatro meses de prisão por roubo majorado, crime em que a vítima foi abordada no município de Balneário Rincão e liberada em Bom Jardim da Serra, a cerca de 116 km de distância.

A sentença foi proferida pelo juiz substituto Rodrigo Francisco Cozer, em atuação na 2ª Vara da comarca de Içara.

Segundo a denúncia, o crime aconteceu na noite de 27 de janeiro deste ano, quando a mulher foi abordada por dois homens armados e obrigada a entrar em seu carro. Após algum tempo, outros dois homens também entraram no veículo, que seguiu em direção à serra do Rio do Rastro. No caminho, eles teriam parado na cidade de Cocal do Sul para abastecer e comprar cigarros com o cartão da vítima. Após cerca de três horas de restrição de liberdade, a mulher foi solta em local ermo em Bom Jardim da Serra e o denunciado e seus comparsas seguiram em direção a Lages. Porém, após perseguição policial nas proximidades do município de Palmeira, o denunciado perdeu o controle do veículo, vindo a capotá-lo, e nesse momento ele foi capturado. Os outros três homens entraram em uma região de mata e, após troca de tiros com a guarnição, morreram.

O réu foi condenado, pelos crimes de roubo majorado, praticado em concurso de agentes, com restrição da liberdade da vítima e mediante emprego de arma de fogo, porte ilegal de arma de fogo e corrupção de menores, à pena de 11 anos e quatro meses de reclusão em regime inicial fechado, e ao pagamento de 140 dias-multa. Além disso, também deverá indenizar a vítima em R$ 10 mil pelo dano moral suportado. O homem estava preso preventivamente e teve negado o direito de recorrer em liberdade. Cabe recurso da decisão (Ação Penal n. 5001568-04.2021.8.24.0028)​.


(A IMAGEM É ILUSTRATIVA)

LogomarcaMin2cm.jpg