• Aderbal Machado

Crer em melhoria do PT dentro da sua pandemia moral é maluquice

A pior furada em política é só acreditar naquilo que se imagina deva ser, atendendo aos propósitos e desejos de quem faz projeções malucas. Isso é produto de paixonites ideológicas, partidárias, pessoais - nascidas de endeusamentos insípidos e inodoros, egressos de um fanatismo sem a menor chance de dar certo agora ou depois.


Pesquisa, por exemplo, só vale a do resultado bom pra si e ruim pro outro. Se apresenta um resultado contrário à própria intenção ou imaginação do suplicante, é viciada, comprada, manipulada.


Admiro otimistas em qualquer circunstância. Sou um. Só isso não permite cegar para a realidade. Ou seja: ser enganado por si mesmo.

Falo tudo isso pra comentar uma frase do ex-deputado e ex-prefeito de Blumenau, Décio Lima, amigo pessoal de Lula e família, a tal ponto que, quando na prefeitura de Blumenau, abrigou por muito tempo a filha de Lula, Lurian, como sua assessora de imprensa. E continuou protegendo ao longo do tempo. São compadres. Nada contra. Faça bom proveito. Pois Décio afirmou: "A candidatura de Lula coloca o PT de SC em outro patamar".

Acho que pirou de vez. Vejamos:


O PT de SC, de 2006 até 2018, nas eleições federais (governo e presidência), tomou surras homéricas em SC. Isso em períodos do auge político de Lula e Dilma. Portanto, do PT. Casos de 2006, 2010, 2014 e 2018. Não saiu do chão. A questão é simples: se lá, com tudo na mão - a faca e o queijo -, babando poder pelas beiras, poder de influência direta, fogo nas ventas, não evoluiu patavinas, por que conseguiria agora? O que Décio disse ser um patamar melhor para o PT em SC, ele já teve. E perdeu em todas as vezes que o colocou à prova. Não vejo como, com o rabo ardido de pimenta de derrotas sucessivas e, agora, com a esquerda picada em mil pedaços, cheia de controvérsias e dissonâncias, com Lula manchado ainda em sua reputação - pois continua indiciado e há processos em andamento contra ele - consiga mudança pra melhor.


Para eu acreditar na "mudança de patamar", só se Lula, com Décio, circular pelas ruas, sem séquito e berreiro ameaçador, entrar de loja em loja e, em meio à praça pública, cumprimentar pessoas e aglomerar (claro, se isto fosse possível agora; quem sabe depois, quando normalizar a doideira).


Fico nervoso quando tentam me tirar pra tolo, querendo obrigar-me a aceitar essas irracionalidades, desmoronadas por simples estatísticas e pesquisas de dados eleitorais. Talvez para gado. Pra mim, não.


LogomarcaMin2cm.jpg
3420-05-WEBBANNER-PORTAL-ADERBAL-MACHADO