Contato e conexão: ainda há tempo de ser diferente

Uma história muito especial:


Um monge estava sendo entrevistado em Nova York. O jornalista perguntou:

Em sua última conferência, o senhor falou sobre o tema: "Contato e Conexão". Poderia explicar melhor?

O monge sorriu e respondeu:

- Você é de Nova York?

- Sim...

- E quem está na sua casa agora?

O jornalista sentiu que o monge estava tentando evitar a questão com perguntas pessoais e injustificadas. Mesmo assim respondeu:

- Minha mãe morreu, meu pai está lá sozinho. Tenho três irmãos e uma irmã, todos casados.

O Monge insistiu:

- Você está falando com seu pai? Quando falou com ele pela última vez?

O jornalista, reprimindo seu aborrecimento, disse:

- Talvez há um mês.

O monge voltou a perguntar:

- E com seus irmãos?

Eles se frequentam com frequência? Quando você se encontrou pela última vez com um membro da família?

Parecia que o jornalista é quem estava sendo entrevistado. Com um suspiro, ele explicou:

- No Natal dois anos atrás.

E por quantos dias ficaram juntos?

-Três dias...

- E ... Quanto tempo você passou com seu pai, sentado ao lado dele?

O jornalista, confuso e envergonhado, começou a rabiscar algo em um pedaço de papel ...

- Vocês tomaram café da manhã, almoçaram ou jantaram juntos? Seus irmãos perguntaram como ele estava? Ou como você passou os dias após a morte de sua mãe?

Lágrimas escorriam dos olhos do jornalista.

O monge segurou-lhe a mão e disse:

- Não fique constrangido, chateado ou triste. Lamento ter magoado você sem saber, mas esta é basicamente a resposta para sua pergunta "contato e conexão". Você tem "contato" com seu pai, mas não tem nenhuma "conexão" com ele. Você não está "conectado" a ele.

A "conexão" é entre coração e coração: sentar junto, compartilhar refeições, cuidar um do outro, tocar, apertar as mãos, encontrar os olhos um do outro, passar tempo junto ...

Você, junto com seus irmãos e irmã, tem "contato", mas nenhuma "conexão".

Esta é uma realidade: Seja em casa ou na sociedade, todos temos muitos “contatos”, mas pouca “conexão”.

Estamos todos ocupados em nosso próprio mundo. Cuide, compartilhe e passe o tempo com seus entes queridos, familiares e amigos.

Este é o mundo que devagar estamos escolhendo!!!

Ainda dá tempo para ser diferente.

Sempre é tempo!


LogomarcaMin2cm.jpg