COLUNA: O exemplo do poder partidário nas eleições e a injustiça histórica com Ulisses Guimarães

GROSSO MODO – COLUNA DIÁRIA

(coluna de informação e opinião, sujeita a chuvas e trovoadas)


(Ulisses Guimarães, um dos políticos contemporâneos de maior e mais decisiva participação na vida nacional - o "Senhor Diretas" e líder inconteste do processo de redemocratização e votação na Constituinte de 1988, foi injustiçado eleitoralmente, quase humilhado em 1989, primeira eleição direta após o final do regime militar. É parte de nossa análise nesta coluna, lá no final, como exemplo acabado da relação entre o poder dos partidos e sua real capacidade eleitoral)


CURIOSIDADES

MENSAGEM


A idiotice é vital para a felicidade


A idiotice é vital para a felicidade. Gente chata essa que quer ser séria, profunda, visceral. Putz! A vida já é um caos, por que fazermos dela, ainda por cima, um tratado? Deixe a seriedade para as horas em que ela é inevitável: mortes, separações, dores.


No dia-a-dia, pelo amor de Deus, seja idiota! Ria dos próprios defeitos. Ignore o que o boçal do seu chefe disse. Pense assim: quem tem que carregar aquela cara feia, todos os dias, inseparavelmente, é ele.


Pobre dele. Milhares de casamentos acabaram-se não pela falta de amor, dinheiro, sexo, sincronia, mas pela ausência de idiotice. Trate seu amor como seu melhor amigo, e pronto.


Quem disse que é bom dividirmos a vida com alguém que tem conselho pra tudo, soluções sensatas, mas não consegue rir quando tropeça? Que sabe resolver uma crise familiar, mas não tem a menor ideia de como preencher as horas livres de um fim de semana?


Quanto tempo faz que você não vai ao cinema? É bem comum gente que fica perdida quando se acabam os problemas.


E daí, o que elas farão se já não têm por que se desesperar? Desaprenderam a brincar. Eu não quero alguém assim comigo. Tudo que é mais difícil é mais gostoso, mas...

A realidade já é dura; piora se for densa. Dura e densa, ruim.


Brincar é legal. Entendeu? Esqueça o que te falaram sobre ser adulto, tudo aquilo de não brincar com comida, não falar besteira, não ser imaturo, não chorar, não andar descalço.

Empine pipa! Jogue paciência na Internet.

Adultos podem (e devem) contar piadas, passear no parque, beliscar a bunda da mulher, e lamber a tampa do iogurte. Ser adulto não é perder os prazeres da vida - e esse é o único "não" realmente aceitável. Teste a teoria. Uma semaninha, para começar.


Veja e sinta as coisas como se elas fossem o que são: passageiras. Acorde de manhã e decida entre duas coisas: ficar de mau humor e transmitir isso adiante ou sorrir...


Bom mesmo é ter o problema na cabeça, o sorriso na boca e paz no coração! Aliás, entregue os problemas nas mãos de Deus. E que tal um cafezinho gostoso agora?


TEMPO EM BALNEÁRIO CAMBORIÚ

TOME NOTA


+ As expectativas em torno do impeachment de Carlos Moisés misturam descrença e afirmações. Há uma mobilização a favor e contra. A defesa do governador baseia seus argumentos nas decisões de STJ, PF e MP, de isenção de culpas físicas no caso dos respiradores, motivo da ação. Mas a acusação diz que não é questão criminal comum, é de responsabilidade. Em resumo: o governador não pode apenas dizer que não sabia, pois ele é o responsável final por qualquer ação de governo. A sessão do tribunal misto está marcada para início de maio.


+ Na verdade, prefeitos e políticos, muitos deles, desejam o retorno de Moisés, que, depois de tantos tapas na cara, decidiu ser negociador e ceder espaços no governo. Enquanto Daniela Reinehr, a vice no exercício do poder, já mostrou que é avessa a acordos na base do toma-lá-dá-cá e não se constrange em demitir ou negar nomeações de apaniguados. E não negocia neste base. E não tem papas na língua.


+ Críticas insistentes e severas contra o prefeito Fabrício Oliveira, ante sua decisão, com projeto em tramitação na Câmara, de suspender por dois anos as contribuições municipais para o Funservir que, diz, está bem alicerçado de grana e pode suportar. Tudo em nome do momento atual, de dificuldades em função da pandemia. São tantos os disparos vindos principalmente de vereadores e o Executivo calado. Necessário, nesta altura, vir a público mostrar as razões e os porquês de forma clara e definitiva. Para evitar que o fato seja superado avassaladoramente pelas versões. E daqui a pouco não tem mais volta, com consequências administrativas e políticas.


+ O parecer contrário da Comissão de Justiça e Redação do Legislativo ao Projeto de Lei Ordinária 47/2021, do vereador Marcelo Achutti (MDB), foi aprovado com 12 votos favoráveis, cinco contrários (André Meirinho, Elizeu Pereira, Juliana Pavan, Marcelo Achutti e Nilson Probst), e uma ausência (Asinil Medeiros), e, assim, o projeto será arquivado.

O PLO dispõe sobre medidas administrativas para o controle da despesa pública com folha de pagamento do prefeito, vice-prefeito, vereadores, secretários, diretor de autarquia e superintendentes de fundação, em decorrência das medidas de enfrentamento ao Covid-19.


+ O uso emergencial de dois anticorpos monoclonais para o tratamento da Covid-19 foi autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Os medicamentos são o casirivimabe e o imdevimabe, que devem ser prescritos em conjunto. Os anticorpos só podem ser administrados em hospitais, por aplicação intravenosa, para quadros leves e moderados da Covid-19.

O casirivimabe e o imdevimabe se tornaram alternativas para o tratamento da Covid-19 após um ensaio clínico com pacientes mostrar redução de internação e consultas de emergência em pacientes com alto risco de progressão da doença, no prazo de 28 dias após o tratamento, na comparação com o placebo.

Os dois anticorpos podem ser administrados em adultos e pacientes pediátricos - com 12 anos ou mais que pesem no mínimo 40 quilos - que tenham a doença confirmada por exame laboratorial e alto risco de progredir para quadros graves. Estão incluídas pessoas com 65 anos ou mais com condições médicas crônicas.

Não devem ser usados em pacientes graves internados para tratamento da Covid-19 e precisem de oxigênio de alto fluxo ou ventilação mecânica. De acordo com a Anvisa, os estudos clínicos apontam que os anticorpos podem provocar desfechos clínicos piores quando usados nesses casos.

São efeitos colaterais possíveis febres, calafrios, urticária, coceira, rubor e anafilaxia, que é a reação alérgica aguda.


+ Em entrevista ao jornalista Paulo Alceu, da NDTV, o ex-governador Raimundo Colombo opinou sobre as ações do governo de SC ante a pandemia, desde os primeiros momentos. Para ele, cometeram-se erros cruciais, chegando-se, por isso, aos atuais resultados e dificuldades: “Existe um protocolo na Defesa Civil, reconhecido na ONU, que orienta os procedimentos. Não é a ideia de uma pessoa, é a história da humanidade enfrentando calamidades e pandemias. Ali estão estabelecidas as faixas que devem ser atendidas. O governo decretou o lockdown em 17 de março de 2020 enquanto tinha 57 doentes, nenhuma morte, e 99% dos municípios não tinham sido afetados. Se seguisse o protocolo faria completamente diferente: o estágio vermelho, o estágio amarelo de acompanhamento, o estágio de alerta e depois o estágio mais grave que seria um mais radical. Então estava tudo escrito, as pessoas conheciam. O Estado fez esse protocolo em 2017 e esse governo renovou em 2019, só que não leu, não seguiu, e foi ouvir quem não conhecia.”


+ Oito homens fortemente armados assaltaram um empresário na noite dessa terça-feira, dia 20, no bairro São Cristóvão, em Tubarão. O homem, de 60 anos, chegava em casa com sua esposa, de 56 anos, quando foram rendidos pelos criminosos, que usavam três armas longas e pistolas, um deles com roupa de Polícia Federal, segundo informou a Polícia Militar (PM). As vítimas foram amarradas dentro de casa e os assaltantes fugiram em sentido a Criciúma, levando o carro do empresário, dinheiro e cheques, totalizando aproximadamente R$ 70 mil.

A PM foi acionada e iniciou a busca pelos criminosos. Em certo momento foram informados que os Bombeiros Voluntários de Jaguaruna combateram um incêndio em um veículo em Treze de Maio. O carro estava com registro de furto ou roubo e suspeita-se que tenha sido utilizado no crime. Nenhum dos suspeitos de praticar o assalto foi localizado.


Coronavírus em SC


Coronavirus em Balneário Camboriú


Nesta quarta-feira (21), feriado nacional, Balneário Camboriú inicia a vacinação da primeira dose em idosos com 64 anos ou mais e a segunda dose em idosos com 69 anos ou mais contra a Covid-19, além dos profissionais de saúde com mais de 45 anos.


A vacinação acontece das 8h às 17h, no drive-thru localizado no estacionamento do Ginásio Irineu Bornhausen, ao lado do CEM Ivo Silveira, Avenida Santa Catarina, e na Unidade Básica de Saúde Central (Rua 1500).


É necessário apresentar documento oficial com foto e comprovante de residência. Os profissionais da saúde precisam também comprovar vínculo empregatício.


Na quinta-feira (22), a imunização segue nestes pontos e nas demais UBSs do município.


Idosos acamados devem solicitar agendamento para que a imunização seja feita em domicílio, por meio das equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESF), através do telefone (47) 3267-7049, também disponível para tirar dúvidas.


Pontos de imunização (21/04):


Horário: das 8h às 17h


- Drive-thru

Endereço: Estacionamento no Ginásio de Esporte Governador Irineu Bornhausen, localizado na Av. Santa Catarina, nº 700 (ao lado do CEM Gov. Ivo Silveira) – Bairro dos Estados


- UBS Central

Endereço: Rua 1500, nº 1100 - Centro


Coronavírus em Camboriú


A Secretaria de Saúde de Camboriú, por meio do Departamento< de Vigilância Epidemiológica, informa que o município oficializa 51 novos casos positivos Covid-19, até esta data.


Dos 9040 pacientes positivos, 8775 já receberam alta e 131 pacientes faleceram. No momento, 134 pacientes encontram-se em tratamento, e destes 117 estão em isolamento domiciliar.


Internados em leitos UTI – 9


Até Internados em leitos de Enfermaria – 8


Internados HCC – 7


As pessoas que apresentarem sintomas leves e que necessitarem de atendimento, devem procurar a UBS mais próxima de sua casa, todas com atendimento das 7 às 19 horas. Em casos de sintomas acentuados, o paciente deve se dirigir ao Centro de Triagem da Covid-19, localizado no Hospital Cirúrgico Camboriú (HCC).


ANÁLISE POLÍTICA


Os partidos têm, justificadamente, como meta, ampliar seu quadro de filiados. Para mostrar força e ganhar capacidade de aglutinação em torno de seus objetivos e candidaturas.

Mas é sempre bom saber, pelos óbvios demonstrados em eleições, que ter mais filiados não significa, necessariamente, ter mais potencial eleitoral. Desnecessário mostrar estatísticas. Elas são fartas e evidentes em qualquer amostragem de resultados eleitorais e a formação de bancadas de deputados ou vereadores, em comparação com seus quadros de filiados ou, até, a existência de maior ou menor número de diretórios e mesmo o tamanho de suas bancadas em todos os níveis ou dos ocupantes de cargos executivos.

O exemplo histórico mais emblemático e indiscutível foi a candidatura à presidência de Ulisses Guimarães, em 1989. Concorrendo pelo maior partido do Brasil, com mais prefeitos, mais governadores, mais vereadores, mais deputados estaduais e federais e mais senadores, nem perto chegou. O resultado, aliás, foi até ridículo do ponto de vista meramente eleitoral: sétimo lugar. A isto se somam outras prerrogativas que recomendariam, naquele momento, uma boa votação ou até a vitória de Ulisses: no momento imediatamente anterior (1985 e 1988) fora ele o grande líder da campanha das Diretas Já e o comandante da Constituinte.

Migrando a análise para Balneário Camboriú, veremos que o Novo, pequeno em filiados, teve o vereador mais votado. E o PSDB, maior partido em filiações - e isto ocorre há muitas eleições -, sofre para eleger um ou dois vereadores, apenas. E nunca com folga.

Mais ainda, na eleição de 2020, o Podemos, sem muitos filiados em comparação com alguns outros ou o PL, elegeram, respectivamente, quatro e três vereadores, numa demonstração de qualidade de seus candidatos, forma de campanha, pregação e, no caso do Podemos, a força do Executivo, que tem no prefeito o seu filiado mais emérito.

A prática político-eleitoral ensina automaticamente, mas os líderes precisam saber ler os ensinamentos da forma correta. Quantidade nem sempre é qualidade.


FRASE


Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu. (Sarah Westphal)

LogomarcaMin2cm.jpg