• Aderbal Machado

Cagam na nossa cabeça e nós pedimos desculpas pelo incômodo


Quero estar errado. Como nunca. Mas vão fechar a Usina Jorge Lacerda, em Capivari de Baixo. Movida a carvão, é alternativa energética num Brasil carente e sob risco permanente de colapso. A questão é econômica. Neste momento, o social vai às favas. Também causadora de poluição ambiental e atmosférica feroz - embora métodos de redução existam, nunca completos na sua resolutividade, porque algo fica sempre como fator de degradação -, a Usina fez história. Para não acontecer, nossa força política precisaria funcionar, mas não a temos com potencial suficiente. Nunca tivemos. Dois exemplos: perdemos 5º Distrito Naval, perdemos Base Aérea, a BR-285 só agora está sendo concluída - quase 70 anos depois de começarem as discussões e a BR-101 é o exemplo mais forte: o trecho catarinense foi o último a ser aberto, o último a ser pavimentado e o último a ser duplicado - e não está acabado. Fora os conhecidos episódios envolvendo BR-470, BR-282, Ferrovia do Frango e tantas outras obras vitais a SC, jogadas à margem dos gabinetes de decisão definitiva. O governo federal, por culpa de nossa falta de poder político, vive nos cagando na cabeça. E nós pedimos desculpas pelo incômodo de estar em baixo, atrapalhando a trajetória do excremento ilustre.

LogomarcaMin2cm.jpg
3420-05-WEBBANNER-PORTAL-ADERBAL-MACHADO