Bombinhas recebe licenciamento ambiental para universalização do sistema de esgoto

Já com o sistema de abastecimento de água ampliado de 40 para 180 litros por segundo, Bombinhas aguardava a liberação da licença para a implantação do sistema de esgotamento sanitário. A Licença Ambiental de Instalação (LAI) foi emitida recentemente pelo Instituto de Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), autorizando a concessionária do serviço, a empresa Águas de Bombinhas a dar início às obras. Reginalva Mureb, presidente da concessionária, esclarece que serão investidos R$180 milhões de reais no município de Bombinhas para universalizar o serviço de esgotamento sanitário, e a empresa já está preparada para iniciar imediatamente as obras. Em reunião com o prefeito, na última semana, foi ressaltada a urgência no avanço das obras de esgoto. “Estamos felizes com a liberação da licença que nos permite avançar com as obras. Nos sentimos honrados em ajudar a transformar a linda cidade de Bombinhas numa cidade 100% saneada, com água e esgoto tratado. A saúde da população, o meio ambiente e o turismo serão os maiores beneficiados”, completa Reginalva.

Início das obras A concessionária iniciará as obras no dia 03 de novembro e irá atender um cronograma apresentado pelo município, pensando no bem-estar dos moradores e na otimização do trabalho em razão do turismo de alta temporada. As obras iniciarão nas ruas que serão pavimentadas na sequência, conforme planejamento municipal. Ainda neste ano a Águas de Bombinhas fará a instalação da rede de esgoto nas ruas Pescadinha e Castanheta no Centro, além das Ruas Leão, Zebra, Ovelha, Tamanduá Mirim e Tamanduá Bandeira, no bairro José Amândio. “Superado o período de verão, contamos com mais de R$40 milhões em obras para 2022, inclusive com o início das obras da nova Estação de Tratamento de Esgotos de Bombinhas”, completa a presidente. Ainda de acordo com o cronograma, as obras de construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), assim como a implementação do restante da rede deve iniciar em 2022, para não causar maiores transtornos na temporada de verão.

O novo sistema de esgotamento A capacidade de tratamento da nova ETE será de 165 l/s, ao final da implementação. Atualmente Bombinhas possui 15 mil metros de rede de esgotamento. A previsão final é de que sejam instalados mais de 153 mil metros de tubulações. Para Rodrigo Lacerda, diretor executivo da Águas de Bombinhas, o modelo adotado na cidade é um dos mais modernos já construídos no país. “O sistema de lodos ativados por bateladas já é reconhecido e de extrema confiança. A implantação ocorrerá em três módulos, sendo que cada um deles terá capacidade de tratamento de 55 l/s”, explica.

LogomarcaMin2cm.jpg