Balneário Camboriú adota estratégia para enfrentar exclusão escolar durante a pandemia


Balneário Camboriú adota a estratégia do Busca Ativa Escolar, cujo objetivo é identificar e acompanhar crianças e adolescentes (de 4 até 17 anos incompletos) que estão fora da escola, problema agravado na pandemia da Covid-19. Segundo Censo Escolar 2020, 500 crianças do município ficaram fora da escola ou em risco de evasão.


Junto das secretarias de Desenvolvimento e Inclusão Social e de Saúde, a Secretaria de Educação busca entender a situação em que as crianças e os adolescentes se encontram, questionando por qual motivo não estão indo a escola ou se estão matriculados em outros municípios. Assim, realinhando a matrícula deles e ofertando maior qualidade de ensino.


A rede municipal de ensino público tem vagas para acolher estes alunos. Para crianças de 4 e 5 anos da pré-escola, a pré-matrícula é feita no site da Prefeitura, através do I-Educar (acesse o link aqui). Já os alunos do Ensino Fundamental devem fazer a matrícula na Secretaria de Educação, localizada na Rua Camboriú, nº 100 – Bairro dos Municípios, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e 14h às 18h. Necessárioo apresentar comprovante de residência e atestado de escolaridade do aluno.


O canal Alô Educação está disponível via WhatsApp para tirar dúvidas e facilitar a comunicação dos pais, responsáveis e alunos com a Educação. O número é (47) 98914-9273.


Sobre a Busca Ativa Escolar


Para enfrentar a exclusão escolar, o Busca Ativa Escolar utiliza métodos para que os alunos tenham o direito de aprendizagem garantida. Entre as demandas essenciais está a reabertura segura das escolas.


O Busca Ativa Escolar é desenvolvido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), com o apoio do Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

LogomarcaMin2cm.jpg