• Aderbal Machado

Balneário é o lugar que odeiam amar ou amam odiar?

A bióloga Maria Heloísa Furtado Lenzi, secretária do Meio Ambiente de Balneário Camboriú, incomodada com tantas polêmicas em torno da cidade e suas realidades ambientais (principalmente estas), fez uma postagem assim:

A Brava é a praia onde vc anda dois quilômetros para achar uma lixeira, a praia é loteada, cachorro e caixa de som tem de todos os tipos e gostos, há um ambulante te importunando a cada dois minutos, o mar é bravo e forma escarpas, não há banheiros públicos, não há chuveiros, não há fiscalização municipal mas NINGUÉM RECLAMA...
Porque em BC toda vira reclamação e notícia? Seria BC a praia que todos odeiam amar ou amam odiar?

Dezenas de comentários foram apostos à postagem.

Como se trata de uma arraigada balneocamboriuense, poder-se-ia, se fosse o caso, até atribuir a sua afirmação a uma paixão maior pela cidade, sintoma que contamina muitos, nativos ou adotados. Mas, a seguir, um itajaiense convicto, Magru Floriano, professor universitário e jornalista reconhecido como um dos mais expressivos da cidade, postou algo que dá força aos arroubos telúricos de Maria Heloísa, embora não tivesse sido esta a intenção ou o objetivo, pois foram manifestações separadas:


TURISMO RADICAL.
Em Balneário Camboriú tem roda gigante, teleférico e restaurante suspenso; Penha tem o Beto Carrero com montanha russa e muitos brinquedos radicais; Bombinhas tem a trilha do Morro do Macaco, mas só Itajaí tem banheiros radicais. Isso mesmo. Visando proporcionar fortes emoções aos turistas que visitam o Bico do Papagaio, na estrada de Cabeçudas, a Prefeitura instalou dois banheiros químicos próximos a uma encosta que, segundo ela mesma, pode desabar a qualquer momento. Diz a placa da Prefeitura: QUEDA DE BLOCO - presume-se que seja de pedra - PERIGO. ÁREA DE RISCO. DEFESA CIVIL. ITAJAI. 
VAMOS NESSA PESSOAL? Aproveitem que é a única atração dessas todas que eu nominei que é de graça.

Pouco depois, com meu compartilhamento, Magru reforçou: "E tem a marca da DEFESA CIVIL"...


O resumo disso é fácil: as pessoas precisam atentar para o que as rodeia. Parar de negar tudo, apenas por imposição de bairrismos ou desinteligências geográficas. Como sempre se diz: se não gosta, siga outro destino. Há milhares por aí.

LogomarcaMin2cm.jpg