Animais vítimas de maus tratos em Criciúma são recolhidos pela Polícia Civil. Inquérito instaurado.


Em Criciúma, nesta quarta, 20, a Polícia Civil realizou uma ação com a finalidade de fiscalizar e responsabilizar autores de crimes de maus-tratos contra animais. O trabalho da 2ª Delegacia de Polícia, com o apoio da Fundação do Meio Ambiente de Criciúma (FAMCRI).


Os policiais civis foram informados da existência de pelo menos seis locais com cães abandonados, mal alimentados e/ou agredidos pelos seus proprietários. Segundo o Delegado de Polícia Ari José Soto Riva, em alguns desses locais comprovaram-se maus-tratos, sendo que os cães estavam presos em pequenos espaços, outros abandonados na rua e outros com lesões, guarnecendo imóveis em construção.


Os animais foram recolhidos pela FAMCRI e os suspeitos dos crimes identificados. Um inquérito policial foi instaurado e os suspeitos poderão responder pelo crime de maus-tratos contra animais, cuja pena pode chegar a 5 anos de reclusão.


LogomarcaMin2cm.jpg