• Aderbal Machado

Análises de balneabilidade da Praia Central de Emasa e IMA coincidem em dois pontos impróprios


O 12º relatório de balneabilidade da temporada divulgado nesta sexta-feira, 25, pelo Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) mostra que dos 237 pontos analisados 165 estão próprios para banho no estado, o que representa 69,6%. As análises são realizadas em 27 municípios litorâneos e mais de 100 praias e balneários do Sul ao Norte, compondo as cidades de: Araranguá, Balneário Arroio do Silva, Balneário Gaivota, Balneário Camboriú, Balneário Barra do Sul, Balneário Rincão, Barra Velha, Biguaçu, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Governador Celso Ramos, Imbituba, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Balneário Piçarras, Porto Belo, São Francisco do Sul e São José. “Para as análises são levados em consideração aspectos como condições de maré; incidência pluviométrica nas últimas 24 horas no local; parâmetros físicos como a temperatura da amostra e do ar no momento da coleta; e na sequência o material coletado é conduzido para a pesquisa em crescimento bacteriano no laboratório”, explicou o diretor de Engenharia e Qualidade Ambiental do IMA, Fábio Castagna da Silva. A água é considerada: Própria: quando em 80% ou mais de um conjunto de amostras coletadas nas últimas 5 semanas anteriores, no mesmo local, houver no máximo 800 Escherichia coli por 100 mililitros. Imprópria: quando em mais de 20% de um conjunto de amostras coletadas nas últimas 5 semanas anteriores, no mesmo local, for superior que 800 Escherichia coli por 100 mililitros ou quando, na última coleta, o resultado for superior a 2000 Escherichia coli por 100 mililitros.

Segundo os boletins de análise do IMA e da Emasa, há coincidência de resultado quanto aos pontos de coleta em frente às ruas 3500 e 4900, ambos considerados impróprios em ambos os boletins. Para o IMA, são quatro os pontos impróprios na Praia Central (anexo) e para a Emasa são dois (anexo).

Informação da prefeitura de Balneário Camboriú, mediante análises da Emasa:

O resultado dos últimos relatórios de balneabilidade divulgados pela Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMASA) – referente as coletas dos dias 16,17 e 21 de fevereiro – tiveram 12, dos 15 pontos analisados como próprios para o banho. Os pontos que aparecem impróprios são na Praia Central, em frente às Ruas 3500 e 4900 (Pontal Sul) e a Lagoa de Taquaras.


Por curiosidade: nas análises do ponto em frente à rua 4900, o IMA encontrou 2.359 eschirichia coli por 100 ml. A Emasa encontrou 920. No ponto em frente à rua 3500, o IMA encontrou 3.448 eschirichia coli por 100 ml. A Emasa encontrou 940. Convenha-se que é uma diferença e tanto para análises no mesmo dia, hora e local por institutos diferentes. Parece pesquisa eleitoral.


Para que esses pontos voltem a ficar próprio, as próximas três amostras coletadas, sendo dos dias 23, 25 e 28 de fevereiro, precisam apresentar resultado menor de 800 Escherichia coli por 100 mililitros. Já a Lagoa de Taquaras passa por várias análises e estudos para definição de ações para torná-la própria.


Os 15 pontos analisados pelo laboratório LABB Análises Ambientais, credenciado no Instituto do Meio Ambiente (IMA) e acreditado no INMETRO são: praias de Estaleirinho, Estaleiro, Taquaras e Lagoa de Taquaras, Laranjeiras, e Praia Central em frente à Rua 4009 – Pontal Sul, em frente as ruas 4000, 3500, 3000, 2500, 2000, 1400, 51 e 1001, e Pontal Norte.


Os relatórios completos estão disponíveis no site da Emasa, no link: https://www.emasa.com.br/emasa/laboratorios/balneabilidade-praias--boletim-semanal.


O acompanhamento da balneabilidade das praias feito pelo Município durante a temporada (27/12/2021 até 04/03/2022), acontece três vezes por semana: segundas, quartas e sextas-feiras, podendo alterar o dia em caso de fortes chuvas, porque interfere no resultado e nem é recomendado entrar no mar nessas condições. Nos outros meses do ano a coleta é feita semanalmente.

LogomarcaMin2cm.jpg